24 setembro 2011

Descobrindo o Quarto de Van Gogh

Vamos analisar a obra O Quarto do Artista em Arles de Vincent Van Gogh.
A pintura, na qual o artista retrata o seu lugar de descanso, tem detalhes inquietantes: o chão parece inclinado, quadros estão distantes da parede e móveis dispostos fora de lugar. Será que houve algum erro? Absolutamente! Depois da luz que é o elemento tido pelo próprio pintor como o grande personagem da tela , são as linhas geométricas que formam o cenário do quarto e a noção de perspectiva que fazem dessa uma das obras de arte mais famosas de todos os tempos. O famoso quadro retrata o quarto , que Vincent van Gogh alugou numa pensão (hoje bastante conhecida), na cidade de Arles, na França, país onde trabalhou durante quase toda a sua existência. Pintou a obra mais de duas vezes, cerca de um ano depois, enquanto estava internado no hospício de Saint Rémy-de-Province. Clique AQUI e analise de perto essa obra com ajuda do Google Art Project.

“Eu tinha uma nova idéia na cabeça e aqui está seu esboço... desta vez, trata-se simplesmente do meu quarto, só que a cor se encarregará de tudo, insuflando, por sua simplificação, um estilo mais impressivo às coisas e uma sugestão de repouso ou de sono, de um modo geral. Numa palavra, contemplar o quadro deve ser repousante para o cérebro ou, melhor dizendo, para imaginação.
As paredes são violeta-pálido. O piso é de ladrilhos vermelhos. A madeira da cama e das cadeiras, amarelo de manteiga fresca, os lençóis e almofadas de um tom leve de limão esverdeado. A colcha, escarlate. A janela, verde. A mesa de toalete, laranja; a bacia, azul. As portas em lilás.
E é tudo. Neste quarto nada existe que sugira penumbra, cortinas corridas. As amplas linhas do mobiliário, repito, devem expressar absoluto repouso. Retratos nas paredes, um espelho, uma toalha e algumas roupas.
A moldura – como não existe branco no quadro – será branca. Isso à maneira de vingança pelo repouso forçado que fui obrigado a fazer.
Trabalhei nele o dia inteiro, mas você pode ver como a concepção á simples. As gradações de cor e as sombras estão supridas, o quadro está pintado em camadas leves e planas, livremente jogadas na tela à maneira das gravuras japonesas...”
Carta de Van Gogh a seu irmão Théo, 1888.

Assista esse vídeo para perceber melhor os elementos do quarto.
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...